quarta-feira, 19 de junho de 2019

MONTADORES SANTARRITENSES FICAM FORA DO PROJETO DE EXPANSÃO DA LINHA DE TRANSMISSÃO NO MARANHÃO, MESMO COM AMPLA MÃO DE OBRA


Um aviso fixado na entrada do canteiro de obras da Empresa LT Sul Energia, montado atrás do posto Santa Rita, as margens da BR 135, comunica que não está recebendo currículo. 

O editor deste Blog esteve no local na manhã desta quarta-feira (19), para ouvir o posicionamento dos responsáveis. O porteiro bem que tentou intermediar um dialogo, mas logo veio a noticia de que o setor de RH não poderia me receber. 


A LT Sul Energia deve atuar na construção de 300 Km de linhas de transmissão e subestações, que atenderão a Região Metropolitana de São Luís, os Portos do Itaqui e Mearim. 

O linhão irá partir de São Luís, passando pelas cidades de Bacabeira, Santa Rita, Miranda do Norte, Matões do Norte, Cantanhede, Pirapemas, vargem Grande, Chapadinha e Coelho Neto, com previsão para ser concluída no primeiro semestre de 2020. 

O fato da empresa não está contratando trabalhadores do município, tem indignado que atua no mercado de montagem de linhas de transmissão de energia, visto que a mão de obra local é considerada ampla. 

Na cidade é possível notar alojamentos lotados de trabalhadores dos mais diversos estados do país. Por outro lado, apenas uma satarritense presta serviço como cozinheira. Enquanto isso, muitos pais de famílias da cidade continuam buscando o sustento fora do Maranhão. 

José Ribamar classificado como Montador A, que trabalha na área a pelo menos 23 anos, explorando a profissão em todo o Brasil, inclusive no país vizinho do Uruguai, se mostrou revoltado com essa situação. Para ele trabalhar perto de casa é um desejo de todo montador de torre, como gosta de ser chamado.

Se depender dos chefes da Empresa LT Sul Energia, os santarritenses não terão espaço na execução do empreendimento.

2 comentários:

  1. bom dia
    sou da área de ADM/RH - em todo processo de construção de LT, sempre tive profissionais da região a qual é mencionado acima no testo, se quer tive algum problema de ordem profissional com os profissionais; pelo que me consta a empresa tem que contratar x% de moradores da região a não ser que não encontre mão de obra qualificada em loco.

    ResponderExcluir
  2. Isso acontece porq o prefeito e veriadores nao estao nem ai para trabalhor de santa rita porq em todo lugar q chegar uma firma a empresa entra em um acordo com a prefeitura e e obrigatorio fichar por exemplo eu tou aqui em santa maria rio grande do sul...e aqui a priorida e para os moradores daqui...muitos montadores sair dai de santa rita pra ir em buscar de uma renda melhor pra poder sustentar sua familia...ai quando chegar uma firma na cidade nao dao oportunidade para os montadores...cade o prefeito e veriadores porq mao de obra qualificada isso pode ter certeza q tem...e uma vergonha mesmo

    ResponderExcluir

Compartilhe