quinta-feira, 28 de março de 2019

SANTA RITA: TRÊS JÚRIS ESTÃO MARCADOS PARA ACONTECER NO INICIO DO PRÓXIMO MÊS


A comarca de Santa Rita está com três júris agendados para o inicio do próximo mês. 

O primeiro de acordo com a juíza Jaqueline Rodrigues da Cunha, está marcado para o dia 02 de abril, as 08h30min, no prédio da Câmara Municipal da cidade, ocasião em que será levado a julgamento Diemialison Soares Baima, vulgo “Dime” e Railson Soares Oliveira, vulgo “Guido”. 
Os dois respondem pela morte de Martinho Domingos dos Reis, crime ocorrido no dia 06 de maio de 2017, por volta das 14h, na comunidade Mata dos Pires, área rural de Santa Rita. 

Segundo denúncia do Ministério Público do Maranhão, a vítima em companhia de outra pessoa seguia em uma motocicleta, quando ao diminuir a velocidade do veiculo para passar por um Igarapé, foi atingido por disparos de arma de fogo, vindo a óbito no local. 

Após o assassinato, os dois tomaram rumo ignorado, sendo capturados no dia 12 de julho de 2017, em cumprimento aos mandados de prisão em desfavor dos investigados. 


O segundo júri esta previsto para o dia 04 de abril, as 08h30min, também nas dependências do Palácio Antonio Costa Ribeiro, onde estará sentando ao banco de réus, Manoel da conceição Melo Lopes Júnior, conhecido como “Peito de Aço”, acusado de ser coautor pelo homicídio que vitimou Martinho, além de tentar contra a vida dos policiais militares Edelvan da Silva Estrela e Ruan Bastos Silva, em companhia de Nilvanderson Matheus, morto em confronto com a polícia. 

O fato se deu quando os dois pretendiam assaltar um posto de combustível, com emprego de arma de fogo, sendo impedidos pela força policial. Depois do ocorrido, “Peito de Aço”, conseguiu fugir, sendo encontrado posteriormente no Hospital de Anajatuba, onde buscava atendimento, já que saiu ferido durante a ação criminosa. 


O último júri do mês de Abril está programado para o dia 08 de abril. Trata-se do réu, Renato de Jesus Botelho, acusado de ceifar a vida do cunhado, João Carlos Serejo, conhecido como “Joãozinho”, se valendo de uma arma de fogo. 

O crime se deu na residência do pai da vítima, localizada na Travessa da Ferrovia, Santa Rita., por volta das 12 horas do dia 09 de setembro de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe