terça-feira, 15 de janeiro de 2019

CNN VAI ABRIR CANAL DE NOTÍCIAS NO BRASIL

CNN Brasil pretende iniciar suas atividades ainda no segundo semestre de 2019 e contratação de pelo menos 400 jornalistas para escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.


A CNN está vindo para o Brasil. Após a saída de Douglas Tavolaro do comando do Jornalismo da Record, o próprio Tavolaro ao lado do empresário Rubens Menin anunciaram nesta segunda-feira (14) o fechamento do acordo de licenciamento com a emissora estadunidense para a criação da CNN Brasil. 

De acordo com o UOL, o canal será disponibilizado para assinantes de TV a cabo como uma opção de noticiário 24 horas, nos mesmos moldes da contraparte original. Além disso, a CNN Brasil também terá presença nas plataformas digitais e acesso aos conteúdos internacionais do canal. 

Com Tavolaro de CEO e Menin de presidente do conselho de administração, a emissora “será lançada nacionalmente com agências de notícias em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Brasília e no exterior”, de acordo com o comunicado, e promete a contratação de pelo menos 400 jornalistas só para o escritório na capital paulista, que servirá de base para as sedes satélites nas outras duas cidades. Embora o release afirme que a empresa pretende começar o treinamento dos funcionários de imediato para fazer acontecer o lançamento no segundo semestre, ainda não foi divulgado um local ou endereço para interessados aplicarem para as vagas. 

“Este anúncio é parte de uma estratégia global para trabalhar com parceiros que pensam da mesma maneira e que enxergam uma clara oportunidade para produtos e serviços de notícias locais da marca CNN” afirma o vice-presidente de vendas de conteúdo e parcerias da CNN Greg Beitchman na divulgação da notícia, no qual também coloca que o Brasil “é um país empolgante” para realizar a expansão da emissora. 

A criação da CNN Brasil não afetará em nada a oferta dos canais CNN International e CNN en Español, que continuarão disponibilizados no país e não tem qualquer parte no acordo de licenciamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe