sexta-feira, 2 de novembro de 2018

CABO REFORMADO É PRESO POR SUSPEITA DE INTEGRAR GRUPO DE EXTERMÍNIO EM ICATU

Investigação apontou que grupo é responsável pelo assassinato de pessoas ligadas ao tráfico de drogas na região de Icatu, a 115 km de São Luís.


A Polícia Civil deflagrou nesta quinta-feira (1º) a operação “Águas Boas” com o objetivo de cumprir mandados de prisão temporária e busca e apreensão na sede do município de Icatu, a 115 km de São Luís, contra dois envolvidos em grupo de extermínio que agia na região do Munim. 

Foram presos o cabo reformado da PM José Nascimento Freitas Matos, conhecido como “Nhô”, e o segurança identificado como Jaldemir Rabelo Amaral, conhecido como “Jal”.


De acordo com as investigações do Departamento de Homicídios do Interior, o cabo reformado José Nascimento Freitas Matos, apontado como o líder do grupo e os demais integrantes, usavam roupas de policiais para assassinar pessoas que teriam ligação com o tráfico de drogas na região do município de Icatu, localizado a 115 km de São Luís.


Os dois criminosos são apontados como autores dos assassinatos de Bruno Pinheiro dos Santos e Werne da Silva Assis, conhecido como “Negão”. 

As prisões aconteceram na residência do cabo reformado, onde foram apreendidos coletes a prova de balas, botas, bala-clavas, lanternas táticas, fardamentos de segurança privada e da Polícia Militar, munições e revólveres de uso exclusivo da polícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe