quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

REGIÃO DE SANTA RITA VIVE A SAFRA DO BACURI

FRUTO GARANTE O SUSTENTO DE MUITAS FAMÍLIAS NESSA ÉPOCA DO ANO


Nessa época do ano, o bacuri originário da Amazônia tem papel importante na economia da região Santa Rita, tudo porque o fruto vive seu melhor momento, o da safra. 
Nas comunidades de maior incidência, cujo aproveitamento se destaca, os moradores estão otimistas com a extração do bacuri. 

Na localidade Desmatado, zona rural de Santa Rita, seu Reginaldo mostrou o que foi colhido durante o dia. Ao chegarmos a sua residência, o mesmo aguardava os chamados atravessadores para comercializar o produto. Segundo ele, as vendas garante uma renda extra para família. 

Os bacurizeiros nascem de maneira espontânea e podem ser encontrados em todos os estados da região Norte, Mato Grosso, Maranhão, Tocantins e Piauí. O estado do Pará é o principal produtor e consumidor de fruto e polpa de bacuri. 

Seu Antonio Monteiro é outro que vive a expectativa do bacuri. Em frente a sua residência no povoado Santana, Italuis, chega a extrair mais de 300 unidades da fruta de uma só vez. Ele contou que preserva com carinho os bacurizeiros existentes na área.

Mas são as margens da BR 135 que o bacuri se destaca. Por ser um produto bastante procurado pelos viajantes, acaba sendo fontes de renda para os proprietários de barracas concentradas nas comunidades Rancho Papoco e São Pedro. Quem encosta encontra de cara o bacuri que se mistura a outras frutas típicas da época como jaca e manga. 

O balde do bacuri pode ser vendido por até 20 reais dependendo da qualidade do fruto. 

Um dos produtos mais valorizados do bacuri é sua polpa também encontrada nesses locais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe