quinta-feira, 9 de novembro de 2017

SANTA RITA: AUTOR DE DUPLO ASSASSINATO É CONDENADO A MAIS DE 34 ANOS DE PRISÃO

DAVY ROSA RIBEIRO E ANTONIO DIAS CARDOSO, CONHECIDO POR “BOCA” FORAM MORTOS COM VÁRIOS TIROS


Nesta quarta-feira foi realizado o último júri popular do ano em que sentou ao banco de réus, Glauber Farias Dias por homicídio duplamente qualificado, ocorrido por volta das 19h do dia 28 de abril de 2016. Davy Rosa Ribeiro e Antonio Dias Cardoso, conhecido por “Boca” foram mortos com vários tiros na presença de familiares. 


De acordo com os autos do processo, os dois que eram cunhados passaram o dia ingerindo bebida alcoólica, em frente a uma quitinete onde Davy residia com a esposa e três filhos, momento em que o condenado que era vizinho sacou uma arma e desferiu vários disparos contra as vítimas, ambas vindo a morrerem no local. 

Segundo a denúncia, os crimes se deram em razão da luz alta no rosto das vitimas, vinda do farol do veiculo que o réu dirigia. 



O tribunal do júri foi constituído pelo Ministério Público, Defensoria Pública, Conselho de Sentença, composto por sete jurados e presidido pelo juiz da comarca de Santa Rita Samir Mohana. 


Em sua tese a advogada de defesa Jaqueline Sampaio de Castro argumentou que seu cliente agiu em legítima defesa, já a promotora de justiça Karine Guará pediu pela condenação do réu, seguindo a denúncia de que os crimes foram praticados por motivo fútil sem que as vítimas pudessem se defender. 


Depois de 9 horas de julgamento, a sentença foi proferida na presença de amigos e familiares das vítimas. Glauber Farias Dias foi condenado a 34 anos e seis meses de prisão.


 Após a sessão, o condenado foi encaminhado para a penitenciaria de Pedrinhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe