quinta-feira, 17 de agosto de 2017

PERITOS FAZEM RECONSTITUIÇÃO DE CHACINA EM BACABEIRA


Durou cerca de sete horas, a reconstituição da chacina em Campo de Perizes, realizada nesta quinta-feira (17), por peritos criminais de São Luis, com apoio da policia civil de Bacabeira e CTA - Centro Tático Aéreo. A barbárie que repercutiu a nível nacional, vitimou quatro pessoas, entre elas duas crianças, mortas com requintes de crueldade. 


Os crimes foram investigados e apurados pelo Delegado Edinaldo Santos, titular da delegacia de policia civil de Bacabeira. 


No primeiro momento participaram da simulação, os dois jovens de 16 e 24 anos que sobreviveram aos ataques. Eles levaram os profissionais até o local onde foram torturados e atingidos por tiros e golpes de arma branca. O trabalho foi acompanhado de perto por familiares e amigos das vitimas. 



Em seguida foi à vez de Josean Serra Rego, conhecido por ou “Zaroi” ou “Amaral”, apontado como sendo um dos suspeitos de tentar contra a vida dos rapazes. Ele fez o trajeto parecido com o ocorrido no inicio desse mês. 


O próximo a entrar em cena foi Antonio Coelho Machado. Ele mostrou o ponto exato onde as duas crianças foram capturadas. Antonio Baixinho levou os peritos até o local onde Erivan da Silva Costa de 12 anos e Roberto da Luz dos Santos de 11 foram mortos e enterradas, a equipe andou cerca de um quilometro, meio ao manguezal. 


A reprodução simulada foi realizada a partir de relatos e narrativas dos envolvidos, acompanhado de vestígios materializados. 

"Ao final será elaborado um relatório que será encaminhado à delegacia de Bacabeira para conclusão do inquérito, em seguida remetido a justiça", disse o perito Wilton Carlos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe