terça-feira, 29 de agosto de 2017

EXEMPLO DE GESTÃO: PREFEITURA DE BACABEIRA CORRIGE DESVIO DE FUNÇÃO DE FUNCIONÁRIO


Das muitas ações da nova gestão municipal na cidade de Bacabeira-MA, uma das posturas mais admiráveis é a lisura e transparência. Uma grande parte das prefeituras sofre um mal que chega a ser tornar um câncer nas administrações, são os funcionários fantasmas e funcionários em desvio de função. 

Recentemente um caso chamou atenção de muitos, o funcionário David Mayklim Torres Barroso, que segundo ele, é lotado na secretaria de infraestrutura do município, ocupando a função de motorista. De acordo com a portaria do referido funcionário, o mesmo é concursado e ocupa a função de AOSD (auxiliar operacional de serviços diversos). 

É de conhecimento de todos na cidade de Bacabeira que David, é lotado originalmente como AOSD, e trabalhava todos esses anos como motorista na infraestrutura, (o que ja caracteriza desvio de função) devido a influência de parentes na gestão do ex-prefeito derrotado Alan Linhares. 

Mediante isso, a secretaria de administração identificou o problema e encaminhou o funcionário para a secretária de educação, uma vez que o mesmo prestou concurso para prefeitura e não para infraestrutura. Por esta razão, a secretaria de educação lotou o funcionário na escola municipal do povoado Ramal do Abude, local onde existe demanda de cargos para a função de origem de David.

Segundo o livro de pontos da Secretaria de infraestrutura, David assinou todos os dias do mês de fevereiro e não trabalhou, prática essa de funcionário fantasma. Sua conduta se repetiu no mês seguinte, e o mesmo assinou o livro de pontos até o dia 22 de agosto, um dia antes de sua transferência para a secretaria de educação. 

Outra situação agravante, é o fato de David ter entrado de férias no dia 01/04 com vencimento no dia 30/04, porém o mesmo se ausentou das atividades desde a data e só retornou no dia 15 de agosto, após várias notificações por parte da administração pública. Cabe agora a prefeitura de Bacabeira instalar uma comissão disciplinar e iniciar um processo administrativo, uma vez que o funcionário se ausentou por 3 meses sem justificativa, como mostra o livro de pontos, o que caracteriza abandono de trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe