quinta-feira, 6 de abril de 2017

SANTA RITA - "CALANGO DOIDO" É ABSOLVIDO EM JÚRI POPULAR

RAILSON ARAÚJO SOUSA FOI ABSOLVIDO DA ACUSAÇÃO DE TENTATIVA DE HOMICÍDIO CONTRA HEMILTON. NO CASO DA VITIMA FATAL, O CORPO DE JURADOS ENTENDEU QUE O MESMO CONCORREU APENAS PARA A FUGA DO JEAN, OU SEJA, O CRIME FOI DESCLASSIFICADO.


Em mais um júri popular realizado ontem, 5, no município, sentaram no banco de réu, Jean Costa Silva e Railson Araújo Sousa. 


Narra à denúncia do Ministério Público Estadual que no dia 21 de dezembro de 2014, por volta das 20h30min, durante uma festa no Povoado Santana, Italuis, os dois fazendo uso de arma de fogo e por motivo fútil, ceifaram a vida de Ronilson dos Santos Monteiro e tentaram contra a vida de Hemilton dos Santos Monteiro, ambos sendo irmãos. 

Na sessão, o MP sustentou a tese de homicídio qualificado pelo emprego de recurso que dificultou a defesa da vitima e indícios suficientes da autoria dos dois crimes dolosos. Já a defesa, representada pelo Defensor Público Vitor Hugo, argumentou o afastamento das qualificadoras apontadas pela acusação. 


Durante o julgamentos foram ouvidas cinco testemunhas de acusação. O primeiro a prestar depoimento foi a vitima Hemilton dos Santos Monteiro. Todos afirmaram que o acusado Jean Costa Silva foi quem atirou contra Ronilson dos Santos, e que após luta corporal, feriu Hamilton com um tiro no peito, este por sua vez conseguiu sobreviver. 

Depois de 10 horas de julgamento a Sentença foi lida por volta das 19h30min, pelo juiz titular da comarca de Santa Rita. 

O acusado Jean Costa Silva foi condenado a 13 anos e seis meses de prisão, a serem cumpridos em regime fechado no sistema prisional de Pedrinhas. 


Railson Araújo Sousa foi absolvido da acusação de tentativa de homicídio contra Hemilton. No caso da vitima fatal, o corpo de jurados entendeu que o mesmo concorreu apenas para a fuga do Jean, ou seja, o crime foi desclassificado. caso  segue sob responsabilidade do Juizado Especial Criminal em decidir o destino do acusado. 

Este é o sexto júri popular presidido pelo juiz Samir Mohana. o magistrado avaliou os trabalhos como positivo e destacou a democracia sendo feita.

A expectativa segundo ele é que seja feito um mutirão de júri no município. 11 estão previstos para acontecer este ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe