quinta-feira, 9 de março de 2017

PREFEITO DE MIRANDA DO NORTE PODE SER CASSADO PELA JUSTIÇA ELEITORAL…

A representação do Ministério Público Eleitoral (MPE) protocolada no dia 23 de Setembro do ano passado, pedindo a cassação do registro de candidatura do então candidato e hoje prefeito de Miranda do Norte, Carlos Eduardo o ‘ Negão’, vem caminhando a passos largos na Justiça Eleitoral. 

O processo que está nas mãos da Juíza Mirella Cézar Freitas, titular da 16ª Zona Eleitoral de Itapecuru-Mirim – MA, começou a acelerar desde o final de Janeiro. Em Fevereiro, aconteceu a primeira audiência para ouvir as testemunhas do processo. 

Pelo menos sete pessoas foram ouvidas e relataram o abuso de poder político e econômico praticados durante a campanha. Na audiência, testemunhas explicaram como o ex-prefeito Junior Lourenço chegava em suas residências acompanhado do ‘irmão’ para tentar comprar votos. 

Segundo as testemunhas, Carlos Eduardo e Junior Lourenço ofereciam desde emprego na prefeitura á material de construção, além, é claro, de dinheiro em espécie. 

Alguns depoentes relataram inclusive, que o ex-prefeito chegava usar até o beneficio federal seguro-defeso como moeda de troca na compra de votos. 

A fase atual do processo está em concluso a decisão da Juíza Eleitoral, que marcou para o dia 23 de Março uma segunda audiência para ouvir mais testemunha.

Segundo fontes ligadas ao Blog do Maldine Vieira, diante da farta documentação que comprovam os abusos cometidos durante a campanha, Junior Lourenço e o irmão temem pela cassação e tentam agora a todo custo, fazer com que as testemunhas desistam de depor, seja pelo ‘amor’ ou pela ‘dor’. 

É aguardar… 

Blog do Maldini Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe